quarta-feira, 22 de abril de 2015

morte

Estou sangrando sangrando
meu sangue escorre de mim
pesado e escuro me curando
de pureza e entrega e assim
espero sobreviver suando
minha dor sem comando
por cada poro até o fim

(E se me virem por aí e eu parecer sorrir
experimentem ludicamente me ferir
perfurar minha pele levantar minhas unhas
que lindo! vêem? lágrimas? nenhumas!
sorrindo!)

(sorrindo!)

(sorrindo!)

Nenhum comentário :