segunda-feira, 18 de abril de 2011

hoje não

Devolva meus passos
meu andar sozinha
os momentos escassos
em que foi minha
e todas as luas
que perdi te olhando
devolva às ruas
despovoadas de nós
- mas quando?
Só te peço que hoje não.
Hoje não.

Um comentário :

Deny Saback disse...

Liiiiindo! Triste, mas liiiindo!