sexta-feira, 25 de junho de 2010

sete luas

lua bela em copacabana.

caminho de luar no mar tranquilo, mar que nos últimos dias andava tão agitado sem razão.

o brilho é eterno, seja de lua cheia ou meia, ou mesmo, de repente, invisível - o brilho é eterno. seja refletido na imensidão das ondas ou na imensidão da profundidade - o brilho é eterno.

e me conduz com a certeza do certo e o espanto do milagre.

as mãos atadas sem fios, no caminho da eternidade. meu peito aberto - ao horizonte. meu olhar dentro do dela.

em copacabana, a lua - ainda mais bela.

4 comentários :

Anônimo disse...

a lua, despida e bela, é ela... é dela...

Roberta disse...

Nossa, Carol, estou impressionada com os seus textos.
Muita delicadeza e sensibilidade.
adorei! E a foto é linda!

Roberta disse...

qual é o seu signo mesmo?

carolina floare disse...

Obrigada, Rô! Fico honrada por vc gostar! Eu sou sagitariana ascendente libra, lua em sagitário. ;-)